Cidadela de Cascais vai ficar mais segura

6

A Cidadela de Cascais vai passar a ser mais segura, depois de concluído o processo que prevê a instalação de 28 câmaras fixas viradas para o Palácio da Cidadela e para a Muralha.

As câmaras vão funcionar 24 horas por dia, vão estar visíveis a olho nu e não vigiam locais privados nem captam sons, “exeto quando ocorra perigo concreto para a segurança das pessoas, animais e bens”, explica o diploma assinado pelo Secretário de Estado da Administração Interna, Antero Luís.

Esta ideia surge depois de um memorando da Polícia de Segurança Publica, que refere em comunicado que “o objetivo é a proteção do edifício e respetivos acessos, proteção de instalações com interesse para a defesa e segurança, proteção da segurança das pessoas e bens, em locais públicos ou de acesso público, a prevenção da prática de crimes, em locais em que exista razoável risco da sua ocorrência e a prevenção de atos terroristas”.

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP vai tratar das questões legais ligadas à conservação e tratamento de dados das pessoas.

Depois do parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), o sistema vai estar ativo durante 3 anos, mas poderá haver uma renovação do diploma.