EuroAfrican Forum debate em Cascais reforço da aliança UE-África

12
EuroAfrican Forum debate em Cascais reforço da aliança UE-África | Foto: arquivo

O reforço da aliança União Europeia-África num cenário de “tensão geopolítica e geoestratégica” e as “potenciais oportunidades de parceria” com África são os temas do EuroAfrican Forum 2022, que decorrerá em 28 e 29 de julho em Carcavelos.

Organizado pelo Conselho da Diáspora Portuguesa, uma organização não-governamental para o desenvolvimento, com apoio da Câmara Municipal de Cascais, o evento decorrerá nos dias 28 e 29 de julho na Nova SBE e o programa desta 5.ª edição incide sobre temas-chave como educação, saúde e ciência, economia e emprego, transição energética e digital.

No comunicado de lançamento do EuroAfrican Forum 2022 destaca-se que serão debatidas as “consequências da atual rutura geopolítica e geoestratégica e as potenciais oportunidades da parceria” com África.

O encontro, que tem periodicidade anual, juntará “líderes e agentes de mudança africanos e europeus”, como empresários, académicos, cientistas e decisores públicos e privados e vai procurar “novas oportunidades para analisar e evoluir no atual contexto de tensão geopolítica e geoestratégico global”.

Entre os oradores já confirmados figuram, entre outros, o ex-chefe da diplomacia portuguesa Paulo Portas, o presidente do Afreximbank, Benedict Oramah, os ministros da Saúde de Angola e Etiópia, Sílvia Lutucuta e Lia Tadessa, respetivamente, e Koen Doens, diretor-geral da Comissão Europeia.

Os Presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e de Cabo Verde, José Maria Neves, participam no último dia de trabalhos, no painel “Diálogo entre Presidentes”.