Carlos Carreiras acusa Governo de ver municípios como “parceiro menor” no combate à Covid

11
Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais

Depois de o Governo dizer que não tem condições para pagar os 156 milhões de euros reivindicados pelos municípios como despesa no combate à Covid-19, Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, afirmou em declarações à TSF, que só demonstra que o Executivo não tem contas certas. Em plena pandemia, segundo um relatório do Tribunal de Contas, Cascais foi a autarquia que mais gastou no combate à Covid-19.

No entanto, o autarca não se mostrou surpreendido. Já esperava esta atitude por parte do Governo que, na sua opinião, vê os municípios como um parceiro menos.

“Essa situação apanhou todo o país desprevenido, nem sequer as reservas estratégicas de material de proteção individual existiam, portanto foram as autarquias que tiveram de se chegar à frente. Numa altura em que o Governo tem lucros excessivos e quer taxar as empresas com lucros excessivos, não encontra mecanismos para poder apoiar em parte. Não se compreende, mas infelizmente já é uma normalidade no que temos assistido por parte do Governo, a considerar os próprios autarcas e autarquias como um parceiro menor na gestão”, afirmou à Carlos Carreiras, à rádio TSF.