Helena Cidade Moura dá nome a Escola em Alcabideche

13
@ CMC
Helena Cidade Moura, Pedagoga, defensora da Liberdade e deputada da democracia é patrona do agrupamento Ibn Mucana.

“Estaria aqui uma manhã inteira a falar de Helena Cidade Moura”, disse Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais na cerimónia que assinalou a alteração da designação da Escola EBS de Alcabideche, para Escola Helena Cidade Moura.

Carlos Carreiras destacaria assim o papel fundamental de Helena Cidade Moura no processo de alfabetização de Portugal logo após a Revolução de 25 de Abril de 1974, altura em cerca de 26% da população era analfabeta, particularmente no caso das mulheres, que chegava aos 39%.

“Foi uma mulher que se empenhou fortemente a combater o analfabetismo”, disse Carlos Carreiras e, prosseguiria: “Uma população sem esta ferramentas dificilmente consegue evoluir, defender outras causas, em defesa das quais Helena Cidade Moura também se destacou, a maior das quais a Liberdade”.

Presentes nesta cerimónia estavam duas filhas da homenageada e, uma delas, Margarida Cidade Moura Teias destacaria o facto desta atribuição do nome de sua mãe a uma escola ser “muito gratificantes para todos aqueles que conviveram com ela”.

Frederico Pinho de Almeida, vereador da Câmara Municipal de Cascais com o pelouro da educação esclarecia todo o processo de escolha do patrono desta escola: “Essa escolha foi debatida, num primeiro momento, entre professores e alunos, para saber quem tinha perfil e representasse bem o espírito deste agrupamento de escolas, e que fosse uma referência para toda a comunidade educativa. Os alunos estimulares pelos professores fizeram esse trabalho e chegaram a um consenso em torno do nome de Helena Cidade Moura, e depois o Conselho Geral aprovou, remeteu para o Município que naturalmente aprovou por unanimidade”.