Prisão preventiva para suspeito de cinco crimes de incêndio em Cascais

10
Proteção Civil, dá conta de 13 feridos, nomeadamente, nove bombeiros e quatro civis

Um homem, de 48 anos, ficou em prisão preventiva por ser suspeito de atear cinco fogos na casa onde residiam os dois filhos e a ex-mulher, no concelho de Cascais, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

“O detido agiu motivado pelo desejo de vingança contra a sua ex-mulher, a quem imputa a responsabilidade pelos filhos de ambos já não quererem passar férias consigo”, pode ler-se num comunicado da PJ.

Segundo a nota, o suspeito, detido fora de flagrante delito, “ateava os incêndios durante a noite”, recorrendo para o efeito a gasolina, vindo a danificar o imóvel e diversos objetos e viaturas que se encontram dentro ou junto à habitação.