Mais de 50 mil famílias separam biorresíduos em Cascais

5
biorresíduos em Cascais

A obrigatoriedade da recolha de biorresíduos entrará em vigor já a partir de janeiro de 2024. Em Cascais, o processo de sensibilização para esta separação teve início em 2020, e mais de 50 mil famílias já aderiram, separando os restos de comida do restante lixo.

Cascais implementou um projeto piloto para testar o método e avaliar a sua eficácia. As equipas foram expandidas para abranger todas as residências do concelho, entregando pequenos contentores, sacos óticos verdes e informações sobre a correta separação desses resíduos.

Os restos de comida, quer sejam provenientes da preparação de alimentos, como cascas, caroços, ossos, peles ou sementes, quer sejam os restos do prato após a refeição, são depositados nos sacos óticos verdes para serem reutilizados. A separação de biorresíduos contribui significativamente para a redução dos resíduos destinados a aterros, permitindo a transformação em energia ou composto.

Até agora, já foram recolhidas 2408 toneladas de biorresíduos em Cascais, e os sacos verdes são cada vez mais visíveis nos contentores do concelho. A separação de restos de comida já é uma prática de mais de 50 mil famílias cascalenses, demonstrando a eficácia do método implementado. Os sacos óticos, quando colocados no contentor indiferenciado, são encaminhados para a Tratolixo, onde um leitor ótico os separa dos demais resíduos para valorização.

Os estabelecimentos do setor Horeca, como restaurantes, hotéis e cafés, também aderiram a essa mudança, com o apoio da Cascais Ambiente e da Associação Empresarial de Cascais. Foram realizadas quatro ações de sensibilização em novembro para orientar esses estabelecimentos sobre a separação adequada. Cada estabelecimento possui um plano específico, considerando a produção, localização e tipos de contentores adequados.

Caso não tenha recebido informações sobre a separação de restos de comida em casa, pode ligar para o 800 203 186 para solicitar a entrega de um pequeno contentor para a sua cozinha e dos sacos verdes óticos necessários para realizar a separação de biorresíduos em Cascais.