“Não se aceita, ponto!”Campanha nacional de prevenção da violência

23
Não se aceita, ponto

Saúde, educação e solidariedade uniram forças para lançar a iniciativa “Não se aceita, ponto!” em Cascais, marcou o seu início no dia 14 de fevereiro. O objetivo é conscientizar a população sobre a violência, uma realidade que afeta todas as camadas da sociedade e todas as faixas etárias.

“Não se aceita, ponto!”, é fruto da colaboração entre a Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde, a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares do Ministério da Educação e a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais.

O lançamento desta campanha representa um marco significativo no esforço conjunto dessas entidades e estabelece uma base para o envolvimento e participação ativa de toda a sociedade na prevenção da violência.

O evento de lançamento ocorreu esta quarta-feira, no Centro de Congressos do Estoril, e contou com a presença de várias personalidades, principalmente ligadas aos setores da Saúde e da Educação. Estiveram presentes o diretor executivo do SNS, Fernando Araújo, o secretário de Estado da Educação, António Leite, a presidente da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, Rosário Farmhouse, e o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras.