Urbanização da Quinta dos Ingleses vai mesmo para a frente

25
Quinta dos Ingleses

Depois de quase 10 anos de avanços e recuos, urbanização da Quinta dos Ingleses vai mesmo para a frente, foi anunciada esta segunda feira que a futura urbanização é mesmo uma realidade.

O Vice-presidente da Câmara de Cascais, Nuno Piteira Lopes, revelou esta segunda-feira, 26 de fevereiro, no plenário da Assembleia Municipal, ter finalmente assinado, na semana passada, o alvará para o início das obras da futura urbanização da Quinta dos Ingleses. Apesar de toda a controvérsia, este assegurou que é naquele novo espaço que “vai nascer o maior parque urbano verde na freguesia de Carcavelos”.

Carlos Carreiras, o presidente da Câmara Municipal de Cascais, não esteve presente no plenário e por isso Nuno Piteira Lopes foi o representante do mesmo na Assembleia onde respondeu a inúmeras questões. Garantiu ainda que a urbanização na Quinta dos Ingleses “não é reversível”, uma vez que o alvará já foi aprovado e assinado.

O Parque Urbano Verde da Quinta dos Ingleses “vai estar concluído no verão de 2025”, afirmou o Vice-Presidente e vai contar com dois parques de estacionamento.

Aprovado em 2014, o projeto passa pela construção de 850 apartamentos, três hotéis e ainda áreas comerciais, num local que hoje é considerado um “espaço verde”, destinado apenas à biodiversidade.

De relembrar que a SOS Quinta do Ingleses, uma associação formada a 24 de junho de 2021 por um grupo independente de cidadãos de Cascais, tem vindo há muito a tentar travar este feito. Na sua origem está o objetivo de preservar a natureza, uma vez que, para a construção desta urbanização vão ser destruídos cerca de 52 hectares de área verde – para muitos considerado o “pulmão verde” na orla costeira de Cascais.

Notícia de Mafalda Teixeira