Bombeiros do concelho de Cascais recebem equipamentos de proteção individual

9
Bombeiros do concelho de Cascais

No dia 29 de fevereiro, o C3 – Centro Logístico de Cascais foi palco da entrega de equipamentos de proteção individual (EPI) para situações de cheias e inundações aos cinco corpos de bombeiros do concelho. Esta iniciativa visa garantir a segurança e saúde de 387 operacionais durante o seu trabalho em cenários com condições meteorológicas extremas.

Apoio da Câmara Municipal de Cascais

O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, salientou o compromisso da autarquia em fornecer os equipamentos necessários aos bombeiros, reconhecendo-os como uma linha de frente na proteção da população. Afirmou ainda que, com a entrega dos EPI, todos os corpos de bombeiros do concelho estão mais bem preparados para enfrentar cheias e inundações.

Equipamentos para maior proteção

Os comandantes das cinco corporações de bombeiros receberam os EPI em nome dos seus operacionais. Rui Ângelo, diretor do Departamento do Serviço Municipal de Proteção Civil de Cascais, destacou a importância dos equipamentos para a segurança dos bombeiros, especialmente em situações de risco elevado.

Investimento em equipamento coletivo

A Câmara Municipal de Cascais também investiu em equipamento coletivo para intervenção em cheias e inundações, como eletrobombas e unidades de bombagem de alta capacidade. O risco de cheias e inundações é um dos mais prevalecentes no concelho, devido a fatores como precipitação intensa e possíveis ruturas de estruturas hídricas.

Novo veículo para os Bombeiros dos Estoris

Na cerimónia, foi também apresentado um veículo operacional cedido pela Cascais Ambiente aos Bombeiros dos Estoris. Esta viatura ligeira de mercadorias com capacidades para todo-o-terreno vem suprimir uma lacuna no parque de veículos da corporação.

A entrega de EPI e a aquisição de equipamento coletivo demonstram o compromisso da Câmara Municipal de Cascais em reforçar a capacidade de resposta dos bombeiros a situações de cheias e inundações, garantindo a segurança dos operacionais e da população.